Buscar por:  

Assine o RSS Noticias

Voltar 28/10/2019 - Diário do Comércio

Codil diversifica linha de produção em Divinópolis

THAÍNE BELISSA

Especializada no beneficiamento de arroz e feijão, a indústria mineira Codil está expandindo sua produção em 20% com o lançamento de uma linha de farináceo, de uma marca de milho de pipoca, além de mais três tipos de feijão. Ao todo, a companhia investiu R$ 790 mil nos novos produtos, o que inclui a compra de maquinário e a expansão física de sua fábrica localizada em Divinópolis, no Centro-Oeste do Estado.

O gerente comercial e demarketing da Codil, André Abdo Costa, explica que a empresa percebeu anecessidade de diversificar seu portfólio, mas se mantendo na linha de produtosnaturais. “As farinhas estão na base do consumo do brasileiro e a farinha de rosca,de forma específica, é muito utilizada nas atividades de transformação, comodas salgadeiras. O milho de pipoca também é um produto muito consumido noBrasil, então, dessa forma, completamos nossa oferta que até então era só dearroz e feijão”, afirma.

Além dos dois novos produtos, aCodil também lançou três tipos de feijão: branco, jalo e rosinha, que eram umademanda dos clientes da marca. Todos os produtos foram lançados no início destemês na SuperMinas. De acordo com o gerente, os novos produtos devem gerar umaumento de 20% na produção da indústria e um crescimento de 5% em seufaturamento mensal.

Costa destaca que, para que alinha de farináceos, milho de pipoca e os novos tipos de feijão fossemproduzidos, a companhia investiu na compra de um galpão de 1.000 metrosquadrados, além de maquinários especializados no beneficiamento dos grãos etambém no empacotamento. O investimento total foi de R$ 790 mil. A expectativaé de que a empresa encerre 2019 com 30% de crescimento no faturamento e 10% decrescimento em vendas, em relação ao ano passado.

O gerente afirma que a Codil vaicontinuar apostando nessa estratégia de expansão de portfólio no ano que vem. Aideia é, inclusive, procurar nichos do mercado de produtos naturais, comofarinha de arroz, arroz arbóreo e farinha temperada.

Atualmente, a indústria conta com300 funcionários que trabalham em duas unidades, uma em Divinópolis e outra emCapivari do Sul, no Rio Grande do Sul. Segundo Costa, os grãos são compradosdiretamente dos produtores em Minas Gerais, mas também no Paraná, em Goiás e emSão Paulo.

Assine o RSS Mais Notícias

Anterior Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo
by vm2

ABIMAQ - Associação Brasileira da Indústria de Maquinas e Equipamentos.
2020 Todos os direitos reservados.

Av. Getulio Vargas - 446 Sala 701 - CEP: 30112-020 - Belo Horizonte - MG
Tel: (31) 3281-9518 - Fax: (31) 3284-8751
E-mail: srmg@abimaq.org.br