Buscar por:  

Assine o RSS Noticias

Voltar 06/12/2019 - Diário do Comércio

Fiemg estima queda de 1,4% no PIB mineiro

MARA BIANCHETTI
 
O rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), em janeiro, foi um dos principais fatores para o fraco desempenho da economia mineira em 2019. Balanço apresentado pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) aponta retração de 1,4% no Produto Interno Bruto (PIB) do Estado neste exercício, na contramão do resultado inicialmente esperado, de crescimento de 3,3%.

Ainda segundo a entidade, pelosmesmos motivos, a produção industrial mineira deverá encerrar 2019 com queda de4,96% sobre o ano anterior. A produção física da indústria da transformaçãodeverá apresentar elevação de 1,55%, enquanto a da indústria extrativa deverácair 23,95%, sempre no mesmo tipo de confronto.

De acordo com o presidente daentidade, Flávio Roscoe, contribuíram ainda para o número negativo fatoresconjunturais, como a lenta retomada da economia, e o cenário internacional,como a crise econômica na Argentina e a guerra comercial entre China e EstadosUnidos.

“A retração foi puxadaprincipalmente pelas perdas da atividade da mineração, mas é importanteressaltar que as projeções também já estiveram piores. Logo após a tragédia deBrumadinho chegamos a estimar impacto negativo de até 6% no PIB de Minas. Mascom o trabalho feito pela Fiemg, conseguimos retomar boa parte da produçãomineral do Estado”, explicou em coletiva de imprensa a jornalistas.

O presidente ainda destacou que odesempenho da indústria no decorrer do primeiro semestre foi bem aquém doprojetado, mas que na segunda metade do ano a economia ganhou novo ritmo e osresultados já estão sendo observados, atrelados principalmente às taxas dejuros praticadas atualmente, as mais baixas da história recente do País, e quefomentam o investimento. “Acredito que vamos encerrar 2019 com queda do PIBpróxima de 1%”, disse.

Expectativa - O otimismo dodirigente se mantém para o próximo exercício. Enquanto as projeções oficiais daFiemg dão conta de um crescimento do PIB de Minas Gerais de 2,34% para opróximo ano, contra 2,17% para o PIB do País, Roscoe aposta em porcentagensacima dos 3%. De acordo com ele, tamanha expectativa se baseia não apenas napercepção junto ao empresariado, mas na agenda de reformas do Estado e do País.

“Acredito que a continuidade dasreformas estruturais brasileiras e a conjuntura nacional vão proporcionar umcrescimento da ordem de 3% do Produto Interno Bruno no ano que vem. E MinasGerais vai crescer muito mais, caso o Regime de Recuperação Fiscal (RRF) doEstado seja aprovado. Aposto em algo superior a 5%”, declarou.

Outro fator que deveráimpulsionar o desempenho da economia mineira a partir do ano que vem, segundoRoscoe, é a retomada das atividades da mineração no Estado. A começar pelaprópria mineradora Samarco, que obteve recentemente a Licença de OperaçãoCorretiva (LOC) para poder retomar as atividades no Complexo de Germano, nascidades de Mariana e Ouro Preto, na região Central de Minas.

As operações da mineradora estãoparalisadas desde novembro de 2015, quando houve o rompimento da barragem deFundão. A tragédia matou 19 pessoas e teve uma série de impactos ambientais,como a poluição do rio Doce.

Projeções da companhia dão contade uma produção aproximada de 7 a 8 milhões de toneladas por ano, inicialmente,e dobrar este volume em até seis anos. Já um volume superior a 22 milhões detoneladas anualmente poderá ocorrer em dez anos. “Só a retomada da Samarcoprevista para o segundo semestre do ano que vem nos confere cerca de 1% deretomada no PIB”, citou o presidente da Fiemg.

Outras projeções da Federaçãopara o ano que vem dão conta de que a produção industrial mineira irá avançar3,15%, resultando de um avanço de 2,05% na produção física da indústria datransformação e de 6,9% na produção da indústria extrativa, comparando semprecom 2019.

Assine o RSS Mais Notícias

Anterior Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo
by vm2

ABIMAQ - Associação Brasileira da Indústria de Maquinas e Equipamentos.
2020 Todos os direitos reservados.

Av. Getulio Vargas - 446 Sala 701 - CEP: 30112-020 - Belo Horizonte - MG
Tel: (31) 3281-9518 - Fax: (31) 3284-8751
E-mail: srmg@abimaq.org.br