Buscar por:  

Assine o RSS Noticias

Voltar 06/06/2012 - Diário do Comércio

Met Trade projeta aporte em Cataguases

ANDREA ROCHA.

A multinacional Met Trade já deu início ao processo de licenciamento ambiental para a instalação, em Cataguases, na Zona da Mata, de uma unidade de separação de componentes de baterias automotivas e de transformação em lingotes de chumbo. Segundo explicou o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) - Regional Zona da Mata, Francisco Campolina, os investimentos previstos são da ordem de 12 milhões de euros, com perspectiva de faturamento anual de cerca de 100 milhões de euros. Estima-se que, cumpridas todas as exigências, a unidade seja instalada num prazo entre 12 e 16 meses.

"A chegada dessa unidade vai ser muito benéfica para Cataguases, para a Zona da Mata e para Minas Gerais", festeja Campolina, lembrando que 25% do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) serão destinados ao município. Além disso, argumenta, a empresa terá como um de seus principais insumos a energia elétrica. E será a Energisa, uma concessionária local e a segunda maior do Estado, a fornecedora. "Não sei mensurar o peso desse insumo no faturamento da empresa, mas, com certeza, vai gerar receita para a companhia e renda para a região".

Por se tratar de um processo de alta tecnologia, a previsão é que sejam criados apenas 140 empregos diretos. No entanto, Campolina considera que a empresa deve gerar muitos outros negócios e postos de trabalho em Minas Gerais. "Em nossas conversações com os executivos da Met Trade, acordamos que grande parte do maquinário seja fabricado no Estado. E a Fiemg Zona da Mata se comprometeu a identificar esses fornecedores", informou.

Licença - A expectativa é que a licença prévia seja concedida num prazo máximo de 60 dias. E que todo o processo, incluindo a licença de instalação e de operação, demande cerca de um ano. A unidade da Met Trad será destinada à separação e recuperação dos componentes das baterias automotivas (eletrólito, óxidos de chumbo, chumbo metálico e polipropileno) e, ainda, à transformação, por fundição, dos óxidos de chumbo e do chumbo metálico em lingotes, que podem ser utilizadas para fabricação de novas baterias.

Segundo Campolina, desde o início das conversações, iniciadas ainda em setembro de 2010, a empresa buscava algum terreno, de cerca de 20 mil metros quadrados, na região compreendida entre as cidades de São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Belo Horizonte. Por iniciativa da Regional Fiemg Zona da Mata, foi proposta uma busca na cidade de Juiz de Fora que, no entanto, não oferecia uma área adequada ao projeto. Seguiram-se então novas prospecções em outras cidades da região, como São João Nepomuceno e Rio Pomba, até que a Prefeitura Municipal de Cataguases cedeu uma área de 65 mil metros quadrados para a instalação da unidade.

"Tendo em vista as facilidades oferecidas pelo município de Cataguases, incluindo a área do terreno e a infraestrutura urbana, a Met Trade ampliou o projeto", comemora Campolina. Segundo ele, a ideia inicial era apenas de separação e recuperação dos componentes das baterias. Com esses atrativos, a empresa incluiu a atividade de transformação dos óxidos de chumbo e do chumbo metálico em lingotes.

A localização foi um dos grandes atrativos para a empresa. Segundo Campolina, era intenção da Met Trade a instalação da unidade em uma região próxima aos grandes centros de descarte de baterias usadas, como São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Com a cessão do terreno em local atendido pela Rodovia BR-116, o projeto finalmente chegou ao seu destino. "O protocolo junto à prefeitura deve ser assinado nos próximos dias", anuncia.

Assine o RSS Mais Notícias

Anterior Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo
by vm2

ABIMAQ - Associação Brasileira da Indústria de Maquinas e Equipamentos.
2020 Todos os direitos reservados.

Av. Getulio Vargas - 446 Sala 701 - CEP: 30112-020 - Belo Horizonte - MG
Tel: (31) 3281-9518 - Fax: (31) 3284-8751
E-mail: srmg@abimaq.org.br